Seja bem - vindo ao novo Blog do ADMEI, aqui nós ajudamos você com a sua educação financeira

Educação Financeira




Separe hoje mesmo as finanças da empresa das pessoais com estas 4 dicas

18 de Setembro de 2017   Por: Rebeca Guerra

Dentro das mil e uma atividade exercidas pelo MEI dentro de sua empresa, o maior desafio é separar as finanças da empresa das pessoais. O acesso ao caixa a qualquer momento é, em muitos casos, um convite para fazer retiradas frequentes e atender às necessidades individuais ou da família. A prática, no entanto, é perigosa e pode comprometer todo o funcionamento da empresa, e minar seu crescimento.

Portanto, esta é uma mistura tóxica para quem quer manter o fluxo de caixa da empresa saudável. Sem a devida atenção, poderá chegar uma hora em que não você não conseguirá mais avaliar se o seu negócio e as suas finanças pessoais estão indo bem ou não.

Para sair desse sufoco, veja estas 04 dicas para fazer hoje mesmo essa organização, e devolver a vida às suas finanças e de sua empresa.

1) Separe as contas bancárias DESDE O INÍCIO

A dica parece óbvia, mas ainda existem diversos empresários que não a seguem. Por mais organizado que você seja, são grandes as chances de alguma conta paga ou recebida, da sua empresa ou pessoal, acabarem se misturando, caso você as gerencie através de uma só conta. Separar cartões de crédito, débito e extratos é fundamental para controlar as despesas. Muitos acreditam que, ao adotar a medida, os custos vão aumentar, mas muitos bancos oferecem serviços gratuitos e diferentes pacotes de tarifas. Um deles, certamente, atenderá as expectativas da sua empresa.

Quer mais razões? Para realizar movimentações bancárias das receitas e despesas como MEI e usufruir dos benefícios de acesso ao crédito não é obrigatório abrir uma conta corrente de Pessoa Jurídica. No entanto, a boa administração da empresa começa a partir da separação daquilo que é patrimônio pessoal e o que é patrimônio da empresa.

Veja algumas opções de conta para o MEI: Bancos oferecem a MEIs pacotes de conta empresarial de até R$ 70

2) Defina e pratique um salário para o proprietário

Uma coisa é o dinheiro da empresa, que deve ser ganho e gasto por ela. Outra coisa é o dinheiro do empreendedor, que deve ser estipulado previamente, inclusive com a data de pagamento e ficar registrado nas contas a pagar, como de qualquer funcionário.

É possível definir um salário fixo e um bônus de premiação para receber quando a empresa faturar mais ou cumprir metas. Dessa forma, é possível garantir uma renda mínima em momentos mais difíceis e ganhar uma recompensa quando os negócios crescerem.

3) Tenha uma reserva para emergências

O planejamento financeiro adequado para uma empresa, de qualquer porte, sempre deve ter uma reserva para emergências. Esse dinheiro deve ser usado apenas para resolver problemas dentro da empresa. Aproveite os momentos de alto faturamento!

4)  Use ferramentas de controle financeiro a seu favor

Esqueça as velhas planilhas! Elas podem não ser a melhor opção para controlar o orçamento de empresas, já que demandam mais tempo e disciplina para que você as alimente. Atualmente, algumas soluções organizam dados de forma mais simples e permitem um controle maior de suas finanças, como por exemplo o Admei, que vai com você para onde você for. Um app que possibilita ao MEI gerenciar suas finanças e a ter mais educação financeira.

Faça o download do app na Google Play e comece a usar hoje mesmo!



Sugestões para você

Mais Populares

FINANCIAMENTOS

Fatores de restrição ao crédito

30 de Janeiro de 2018

MEI

WhatsApp Business: O que é?

26 de Janeiro de 2018

Educação Financeira

Dicas para não perder os benefícios MEI

12 de Janeiro de 2018