Seja bem - vindo ao novo Blog do ADMEI, aqui nós ajudamos você com a sua educação financeira

Educação Financeira




05 dicas valiosas para a educação financeira do MEI

12 de Setembro de 2017   Por: Rebeca Guerra

A Educação Financeira não consiste somente em aprender a economizar, cortar gastos, poupar e acumular dinheiro. É muito mais que isso. É buscar uma melhor qualidade de vida tanto hoje quanto no futuro, proporcionando a segurança material necessária para aproveitar os prazeres da vida e ao mesmo tempo obter uma garantia para eventuais imprevistos.

Existe uma resposta correta para as questões financeiras diárias que cada um de nós passa? Não, você pode escolher respostas diferentes de acordo com o momento da sua vida. O mais importante é que você escolha a sua resposta de modo consciente, que conheça as implicações de sua decisão e tenha uma atitude equilibrada. Isto é Educação Financeira.

Para iniciar sua jornada pela educação financeira, separamos quatro áreas essenciais para você:

1) Consumir com consciência

Para o homem sobreviver, tem obrigatoriamente de consumir. É inexorável, não há escolha. Mas há escolha, ou melhor, há muitas escolhas quanto à qualidade e a intensidade desse consumo. Embora todos os nossos atos de consumo impactem o meio ambiente, a economia, a sociedade e nós mesmos, é possível fazer escolhas de consumo tenham maiores impactos positivos e menores impactos negativos.

Começar mudando pequenos atos do dia-a-dia pode ajudar a criar um novo estilo de vida, que cuide melhor de você mesmo, do outro e do planeta. Afinal ações pontuais e esporádicas têm impacto reduzido. O que muda mesmo a vida nas cidades e no planeta são boas práticas repetidas ao longo da vida e por muita gente. Quer tentar? Experimente:

•    Evitar embalagens em excesso.

•    Não usar saquinhos plásticos descartáveis. Usar sacolas duráveis e retornáveis.

•    Utilizar os produtos de forma eficiente e fazendo seu aproveitamento total, até o final de sua vida útil.

•    No descarte, separar o limpo seco do molhado e praticar a coleta seletiva, buscando também saber o destino final de tudo o que descartar.

•    No trabalho, ter sua própria caneca para água e xícara para café. Separar seu lixo, descartando de forma correta.

•    Fazer um planejamento financeiro com a família, procurando fazer o consumo consciente do dinheiro e do crédito e ao final avaliar os impactos que sua família tem para com o planeta.


2) Reduzir gastos e aumentar a produtividade

O corte de gastos é algo doloroso de se fazer. Significa abrir mão, em muitos casos, daqueles pequenos prazeres que parecem fazer a vida valer mais a pena. Entretanto, este sacrifício de hoje será pequeno se comparado à alegria de conseguir alcançar o seu OBJETIVO. Esta é a base do pensamento da Educação Financeira!

Algumas ações como adiar a troca do carro, não comprar o último lançamento eletrônico, comparar preços de bens e serviços antes de adquiri-los podem significar reduções relevantes de despesas. Mas também não se esqueça dos gastos pequenos que parecem insignificantes, como aquele bombom diário depois do almoço ou a loteria semanal. Acumulados, eles podem se tornar os vilões do seu orçamento.

Acompanhe seus gastos com carinho. Você poderá perceber que em algumas categorias existem gastos excessivos. Ou então descobrir despesas desnecessárias, que poderiam ser adiadas. Acredite. Você vai se surpreender com os resultados!


3) Usar o crédito de forma responsável

A princípio, o cartão de crédito surgiu para trazer muito mais facilidade para o dia a dia das pessoas. Permitindo realizar compras e pagar depois, é um instrumento excelente para quem quer adquirir um produto ou serviço e não pode fazer o pagamento imediatamente. No entanto, se não utilizado de forma responsável, pode comprometer todo um orçamento e gravemente endividar o usuário.

Nunca pague só o mínimo: As bandeiras de cartão de crédito oferecem ao usuário a possibilidade de pagar apenas uma parte da fatura em vez de optar pelo valor total. Aí está uma das maiores armadilhas no uso do cartão, pois pode acabar prendendo uma pessoa a dívidas por bastante tempo. Afinal, com o pagamento do mínimo, vão aumentando os juros e o valor devido.

Reduza o limite: Conforme o usuário vai tendo o limite do seu cartão de crédito aumentado, pode ser que comece a se sentir propício a gastar mais. Isso é um erro, afinal, o dinheiro disponível na conta não muda. Evite que este limite seja muito alto para criar um mecanismo de disciplina eficiente.


4) Realizar sonhos pessoais e profissionais

Iniciar uma jornada de acumulação de capital para investir, organizar as finanças pessoais e realizar seus sonhos é o que todas as pessoas desejam. Desejam, mas muitas vezes não fazem nada para que isso se torne realidade. Para isso, é preciso dar o primeiro passo, provavelmente o mais difícil, porém, uma vez que a caminhada já tenha sido iniciada, todos os outros passos serão mais amenos.

Após alguns passos, chegará o momento em que tudo isso será apenas uma questão de hábito. Chegará o momento em que poupar dinheiro e organizar as finanças pessoais se tornará algo automático e prazeroso. Você verá seus sonhos cada vez mais perto da realidade. Este é o grande objetivo do planejamento financeiro: A realização de sonhos.

5) Gerencie suas finanças
Organizar as Finanças Pessoais e planejar nossos investimentos não deve ser uma tarefa árdua e cansativa. Com o avanço da tecnologia e dos serviços prestados, existem muitas soluções que podem trabalhar a favor de nossa organização diária.

Tenha em mente que algumas ferramentas podem ajudar e muito no gerenciamento financeiro da sua vida e do seu negócio. O Admei possibilita ao seu usuário a separação entre despesas da empresa e gastos pessoais, acrescentar diferentes tipos de entradas, tais como salários ou vendas e prestação de serviços, além de mostrar para você diariamente a situação das suas finanças e oferecer dicas de educação financeira como estas.

Conheça nosso app para android! Faça o download na Google Play.



Sugestões para você

Mais Populares

Educação Financeira

5 passos simples para você organizar de vez sua vida financeira

6 de Novembro de 2017

Educação Financeira

Educação financeira para crianças: 09 dicas para começar

12 de Outubro de 2017