facebookgooglelinkedintwitteryoutube
O ADMEI é prático, é mobile, e permite ao MEI o registro imediato das transações e ainda possibilita a análise do fluxo de caixa futuro. Tem como principal objetivo: Facilitar a vida do MEI na administração do seu negócio e se tornar a ferramenta parceira na gestão.

Assine nossa newsletter

Vendas
Despesas
Gastos Pessoais

Até 20 de setembro de 2016, o Piauí registrou a abertura de 9.568 novos empreendimentos. Os dados são da Junta Comercial(JUCEPI) .

Desse total, 67,47% são constituídos por Microempreendedores Individuais (MEI).

O modelo MEI proporciona uma facilidade de se recolocar no mercado de maneira formal, legal e com tributação simples, em relação a uma microempresa (ME). Abrir o seu próprio negócio tem sido uma alternativa constantemente buscada pelos piauienses para driblar a crise financeira que o país enfrenta.

Devido à dificuldade de absorção do mercado e do desemprego, muitas pessoas estão iniciando agora seu próprio negócio e outras estão formalizando trabalhos que já desenvolviam.

O microempreendedor individual possui uma série de vantagens que estimula a formalização, como impostos reduzidos, facilidade de registro no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) e garante benefícios como auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria, entre outros”, explicou Alzenir Porto, presidente da Junta Comercial do Estado do Piauí.

Ao ser enquadrado no Simples Nacional, o MEI ficará isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL) e pagará apenas o valor fixo mensal de R$ 45 (comércio ou indústria), R$ 49 (prestação de serviços) ou R$ 50 (comércio e serviços), que será destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS. Esses valores são atualizados anualmente, de acordo com o salário mínimo.

Para ser considerado MEI é preciso ganhar até R$ 60 mil anualmente e não ter participação em outra empresa como sócio ou titular. Há uma lista de profissões que garantem o direito, como açougueiro, cabeleireiro, comerciante, pintor, motoboy e taxistas.

O Microempreendedor Individual pode ter ainda um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria.

(fonte: http://www.jucepi.pi.gov.br/noticia.php?id=229)

01publiadmei

 

Quando você pensa em empreender o primeiro impedimento é: Vou precisar de muito dinheiro para começar. Não necessariamente é preciso um rio de dinheiro para começar seu novo negócio.
1 Comece fazendo alguma coisa que você já domina e conhece
 
Se você, como a maioria dos brasileiros comuns não tem muito dinheiro, mas quer empreender, deve começar trabalhando com alguma coisa que você tenha domínio e experiência. Você vai ganhar muito tempo pois só vai exercitar suas habilidades sem precisar do auxílio de outras pessoas – que as vezes vão lhe cobrar pela assistência.
2 Espere para investir seu dinheiro
Para começar a empreender tenha somente o necessário no seu ponto ou espaço de trabalho. Não adianta gastar um dinheiro que não tem em mobiliário caro, decoração se existem outros gastos que você realmente precisa fazer, além de contas que você vai precisar, como água, luz, internet e taxas. Deixe para depois os gastos com decoração, melhore seu espaço aos poucos, conforme você vai ganhando dinheiro com seu empreendimento.
admei carteira amarrada

Continue lendo

Segundo resolução do Comitê Gestor do Simples Nacional, os MEI inadimplentes há mais de 24 meses vão ter seu Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) dado baixa.

O Comitê Gestor do Simples Nacional publicou dados de que os MEI inadimplentes em 2015 eram 55,5% e que esse numero subiu para 59,4% no início de 2016, um número alarmante de empreendedores que podem ter seu MEI cancelado e voltar à informalidade.  Os inadimplentes, além de serem excluídos do Simples Nacional, regime jurídico que favorece os pequenos negócios, perderão todos os benefícios do sistema simplificado, como previdência social, entre outros.

inadimplente-admei-fb Continue lendo

Utilizar as redes sociais para ter relacionamentos positivos com fãs e seguidores é acessível aos microempreendedores individuais (MEI), pois precisa-se investir pouco ou quase nenhum dinheiro e pode gerar resultados surpreendentes.

Os principais beneficiados com relacionamentos e redes sociais são os empreendimentos que lidam direto com o público, dentre eles os maiores são os empreendedores que trabalham com confecção e acessórios, os que trabalham com beleza, como salões de beleza, maquiadores e maquiadoras, esteticistas e a área da alimentação. Esses ramos por ter contato direto e constante com seu público podem construir uma boa relação com os clientes, transformando-os em amigos.
amigos-online-admei-fb
Fazer o público se identificar com sua marca ou produto e ter sintonia é muito importante. Quem administra todos os passos de um negócio tem facilidade em lidar com o público nas redes sociais pois tem mais agilidade em entregar informação e pode ter um relacionamento mais verdadeiro entre cliente e empresa. Autenticidade e amizade são as palavras chave

Construindo relacionamentos digitais

Saber usar as ferramentas das redes sociais é importante, pois o público se beneficia delas para entrar em contato com sua marca.

É notório que fãs engajados consomem mais e assim fazem uma publicidade gratuita e valiosa: o boca-a-boca. Gerar repercussão no ambiente off line é também um passo importante para geração de vendas por meio das redes sociais.

– Conteúdo: Preocupe-se em levar informações relevantes para o seu público, não apenas com promoções ou institucionais, fale de assuntos relacionados que tenham a ver com os interesses dos consumidores da sua marca. Ex: Se você produz artesanato, pode falar sobre curiosidades das peças feitas a mão ao longo da história.
Continue lendo